Arteterapia: você sabe o que é? Veja dicas de como usar com as crianças

arteterapia

A arte, em linhas gerais, é definida como uma aptidão que nasce com o ser humano para que, usando seu talento ou habilidade, aplique seus conhecimentos na hora de demonstrar uma ideia ou um pensamento. Não à toa, o tópico é de extrema relevância, principalmente na infância, quando a criança ainda está descobrindo formas de expressar seus desejos e sua visão de mundo.

Essa importância da arte para os pequenos ainda vai além com o uso da arteterapia. Como o próprio nome já indica, trata-se do tratamento de doenças ou distúrbios psíquicos por meio do uso de pinturas, fotos e teatro, entre outras formas de expressão artística. Mesmo crianças que não têm nenhum tipo de distúrbio psíquico se beneficiam de práticas da arteterapia no dia a dia para serem estimuladas a desenvolver a criatividade e o autoconhecimento. De qualquer forma, vale reforçar que em caso de dúvidas sobre quaisquer indício de doença ou distúrbio recomendamos a consulta de profissionais especializados.

Agora, confira o que é arteterapia e dicas de como usar com crianças!

[Especial dia das crianças] Almanaque de atividades para completar e se divertirPowered by Rock Convert

O que é arteterapia?

De acordo com o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, esse conceito vem da psicologia e consiste no “tratamento de doenças ou distúrbios psíquicos através da arte e da relação do indivíduo com os recursos artísticos”. Ou seja, com o uso da arteterapia, é possível expressar o que se passa no mundo interior por meio da arte em suas diversas formas, como dança, teatro, desenho, escultura, escrita e afins.

Com esse trabalho, seja em atividades coletivas ou individuais, a pessoa conta com uma contribuição valiosa para resolver questões psicológicas e/ou emocionais. Isso vale tanto para adultos quanto para crianças ou adolescentes. E não é só isso: a arteterapia também auxilia no desenvolvimento da criatividade, na melhora da autoconfiança e no aprimoramento das habilidades motoras.

Por que usá-la com as crianças?

Agora que você já sabe que a arteterapia é uma poderosa ferramenta para desenvolver a criatividade e o autoconhecimento, é importante entender por que usar essa técnica com as crianças.

São alguns motivos. O principal deles é que, muitas vezes, os pequenos têm dificuldades de expressar suas questões emocionais e psicológicas por meio da palavra (falada ou escrita). Nesse contexto, oferecer ferramentas para que eles não só entendam o que estão sentindo, mas expressem seus sentimentos para adultos é essencial. Além disso, a arteterapia traz outros benefícios, independentemente da idade, como:

  • desenvolvimento da imaginação e da criatividade;
  • conhecimento e reflexão de seus problemas emocionais;
  • aumento da autoestima e da autoconfiança;
  • redução do estresse e da ansiedade;
  • estímulo de habilidades motoras.

Como aplicar a arteterapia em casa?

Conhecer a arteterapia e aplicar esse conceito com crianças traz, sem dúvidas, diversas vantagens. A boa notícia é que é possível aplicar algumas dessas atividades em casa. Entre as práticas indicadas para quem quer usar esse conceito a seu favor, estão fazer e interagir com mandalas, aproveitando a importância da pintura para as crianças. Fotografar com os pequenos e contar com o apoio da natureza para criar são outras maneiras de aplicar a arteterapia em casa. Veja mais a seguir!

Mandalas

A mandala nada mais é do que uma fusão de cores dentro de um objeto. Pintá-la é uma atividade que exige atenção e muita concentração. Por isso, colorir mandalas é uma das práticas usadas na arteterapia. Seu principal objetivo é que, ao preencher o objeto com cores diversas, os pequenos olhem para dentro de si e, de certa forma, expressem o que se passa em seu interior.

Por meio da pintura da mandala, é possível, ainda, reduzir o estresse a ansiedade nas crianças, por se tratar de uma atividade que exige calma e concentração. Até mesmo os tons escolhidos pelas crianças dão pistas importantes sobre o seu mundo interior para pais e educadores, principalmente considerando a psicologia das cores.

Fotos

Outra expressão artística usada por pais que querem aplicar a arteterapia em casa é a fotografia. Fazer uma sessão de fotos com os pequenos é uma maneira divertida de estimular a expressão dos sentimentos e, até mesmo, de criar lembranças de momentos juntos.

Não são poucas as crianças e adolescentes que têm dificuldade para falar o que sentem e pensam de forma verbal, mas que expressam desejos íntimos por meio das fotos que tiram. Uma simples selfie diz muita coisa!

Natureza

Contar com a natureza para criar é outra prática para quem quer usar a arteterapia de forma caseira. É possível, por exemplo, estimular as crianças a desenharem árvores e flores com materiais como giz, lápis e pincel para, assim, estimular suas habilidades motoras e, ainda, ter contato com sua visão de mundo.

Como relacionar a arteterapia com os filhos?

São diversas as maneiras que os pais têm à disposição para relacionar a arteterapia com os filhos. É possível não só acompanhá-los durante as atividades, mas colocá-las no calendário como momentos de diversão conjunta em família. O ideal é entrar na agenda como se fosse uma aula mesmo. Dessa forma, as crianças se acostumam com o horário de fazer arte, o que torna a prática uma rotina divertida e produzida em casa.

Agora que você já sabe o que é arteterapia e a importância da arte para as crianças, uma outra dica bacana é apresentar o art journal para os pequenos. Em linhas gerais, essa ferramenta é um diário de emoções e criatividade. Pode ser no formato bullet journal ou algo mais livre.

Seu principal objetivo é que as crianças e adolescentes registrem no papel tudo aquilo que sentem e pensam, usando a expressão artística com as quais se sentem mais confortáveis. Enquanto alguns preferirão fotos ou recortes de jornais e revistas, outros podem escolher os próprios traços e desenhos para se expressarem. Faça o teste com o art journal e acompanhe de perto.

Gostou deste conteúdo sobre arteterapia? Então, coloque em prática o conceito com os pequenos com a atividade de colorir e descrever o sentimento que a cor passa.

As informações contidas neste material se fundamentam em estudos psicológicos da criança e servem de base para ajudar com o seu desenvolvimento e educação. Os resultados de tais métodos podem variar de acordo com cada criança, pois dependerão de aspectos individuais e sociais.

Powered by Rock Convert

Notícias relacionadas

EnglishPortuguêsEspañol