Dia Mundial da Alfabetização: conheça a importância dessa data

dia mundial da alfabetização

O dicionário Michaelis define a alfabetização como: “a difusão do ensino primário, restrito ao aprendizado da leitura e escrita rudimentares”. Mas você sabe que ela é a porta que se abre para um universo de possibilidades e vai muito além da capacidade de reconhecer letras e números, não é mesmo?

Por isso, é justo e merecido que se comemore o Dia Mundial da Alfabetização. Mais do que uma data festiva, ela é utilizada para chamar a atenção sobre um assunto de extrema importância para o desenvolvimento humano.

Vamos conhecer um pouco sobre a história e como essa data é celebrada ao redor do mundo?

[Especial dia das crianças] Almanaque de atividades para completar e se divertirPowered by Rock Convert

Quando o Dia Mundial da Alfabetização é comemorado?

A data é comemorada no dia 8 de setembro e foi criada pela ONU (Organização das Nações Unidas) durante uma sessão da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), no dia 26 de outubro de 1966.

A partir do ano seguinte (1967), ela passou a ser mundialmente celebrada com a finalidade de alertar autoridades, sociedade civil e setores públicos e privados de todos os países sobre a importância do acesso à alfabetização como meio de favorecer a harmonia entre os povos, com o suporte da ciência, educação e cultura.

Qual é a importância de refletir sobre a alfabetização?

Aprender a ler e escrever é uma forma de compreender o mundo e o ambiente onde vivemos. É a base para uma educação formal construtiva, em que é desenvolvida a capacidade de leitura e escrita, o que permite a comunicação de pensamentos e a compreensão de ideias.

O nível de alfabetização de um país reflete seu contexto socioeconômico e político, além da dimensão da desigualdade social que existe entre seus cidadãos. O acesso à educação e cultura diminui esse abismo e proporciona maiores oportunidades.

Mesmo com os esforços para ampliar o acesso às escolas, desde a criação do Dia Mundial da Alfabetização, há 55 anos, o número de pessoas que não sabem ler e escrever, em todo o mundo, ainda ultrapassa os 750 milhões.

A perspectiva de se erradicar o analfabetismo, infelizmente, está longe de ser a ideal. Segundo dados da Unesco, o número de crianças e adolescentes não matriculados para o início do processo de alfabetização ultrapassa os 260 milhões ao redor do mundo.

No Brasil, esse número supera os 11 milhões, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2018, um número próximo ao de habitantes da cidade de São Paulo.

Como é o processo de alfabetização?

Já vimos o significado da palavra alfabetização, mas, segundo especialistas, o conceito é um pouco mais complexo. O processo de alfabetização envolve o aprendizado de técnicas e o desenvolvimento de habilidades necessárias para que uma pessoa possa dominar um sistema linguístico na forma de leitura e escrita.

Durante o processo, são utilizadas técnicas apropriadas para o reconhecimento e uso dos sinais gráficos próprios da língua, para construir a escrita ou reconhecê-la. Esse procedimento costuma ter início, formalmente, a partir dos 6 anos de idade, com a entrada da criança no ambiente escolar.

Também é importante lembrar a importância da alfabetização de jovens e adultos, mas é preciso utilizar material apropriado para esse público. Isso porque são pessoas com mais experiência de vida e um repertório muito amplo, apesar de informal.

O MEC (Ministério da Educação), as secretarias de ensino municipais e estaduais e entidades voltadas para o assunto divulgam e disponibilizam conteúdo para a alfabetização de jovens e adultos de maneira gratuita e online.

Por que é importante divulgar o Dia Mundial da Alfabetização?

A celebração da data ajuda a divulgar e dar visibilidade aos projetos de aprendizagem de leitura e escrita ao redor do mundo. A comemoração também permite conscientizar e voltar a atenção de entidades, governos e população em geral para o importante papel dessas ações para a redução da desigualdade social e da pobreza.

A comemoração do Dia Mundial da Alfabetização possibilita a difusão da ideia de que não basta aprender a ler e escrever. Também é preciso estimular aprendizagem criativa e o hábito da leitura para desenvolver o pensamento crítico.

Quais são as dificuldades no processo devido à pandemia?

A alfabetização na quarentena foi bastante prejudicada, teve que passar por muitas adaptações e exigiu esforço conjunto de pais, professores e escolas para preencher as lacunas que ficaram.

As aulas presenciais estimulam aspectos importantes do processo de alfabetização, como o desenvolvimento da autonomia, a interação com outras crianças e a capacidade de se manter focado em uma atividade.

O ambiente escolar e o professor estão preparados para trabalhar todo o processo de modo natural, para que a jornada de aprendizado da criança transcorra de maneira tranquila. Mas isso não costuma ser possível ou fácil em casa. É comum que o adulto que acompanha a criança não tenha formação, preparo ou mesmo tempo para direcionar a atividade educativa.

O ambiente digital também traz dificuldade para os pequenos se concentrarem durante muito tempo em frente às telas e não oferece possibilidade de interação física entre as crianças. O resultado é que elas acabam perdendo o interesse rapidamente.

Quais são as tendências para o futuro da alfabetização?

Apesar dos desafios que a pandemia trouxe para o processo de alfabetização, ela também abriu portas e ajudou a acelerar o uso de recursos tecnológicos durante o aprendizado. O desenvolvimento de jogos e livros interativos é uma grande aposta do segmento de educação.

A criação de ambientes virtuais personalizados, em que o início do letramento se dá por meio de jogos de aventura, com desafios e etapas que precisam ser cumpridas para a criança avançar é outra forte tendência.

Alguns aplicativos estimulam a criação de histórias, usando a voz dos pequenos, animações e desenhos. Dessa forma, eles são autores e protagonistas de suas próprias histórias em formato digital.

O Dia Mundial da Alfabetização precisa de vozes para espalhar essa mensagem, seja por meio de atividades, apoio a ONGs ou iniciativas governamentais. O esforço de cada um de nós pode contribuir para aumentar o número de alfabetizados pelo mundo.

Aproveitando a data, que tal conhecer e divulgar um material super completo como: alfabetização infantil: um guia para pais e professores?

As informações contidas neste material se fundamentam em estudos psicológicos da criança e servem de base para ajudar com o seu desenvolvimento e educação. Os resultados de tais métodos podem variar de acordo com cada criança, pois dependerão de aspectos individuais e sociais.

Notícias relacionadas

EnglishPortuguêsEspañol