Educação Infantil na pandemia: o que tem sido feito ao redor do mundo?

educação infantil na pandemia

A educação é fundamental para o crescimento e a manutenção da qualidade de vida de um país e de uma sociedade. A base desse sistema está na Educação Infantil, e quanto melhor ela for, mais as crianças vão se desenvolver e se tornar melhores cidadãos, ajudando no crescimento do local onde vivem.

Mas com a pandemia de Covid-19, um dos setores mais afetados foi o educacional. A recomendação de distanciamento social fez as escolas fecharem durante muito tempo. Em muitos lugares, o retorno ainda é feito de forma lenta e faseada.

Neste texto, vamos falar sobre os principais desafios da Educação Infantil na pandemia, quais as boas práticas adotadas por diversos países e como será o cenário no futuro. Confira até o final!

Os desafios da Educação Infantil na pandemia

As escolas estão passando por um momento novo, como vários outros setores. Diversas mudanças tiveram que ser implantadas e, por isso, vamos mostrar os principais desafios da Educação Infantil na pandemia. Confira!

Engajamento dos pais e dos alunos

A participação da família e das crianças sempre foi e continuará sendo um grande desafio para a educação básica de ensino. Quanto maior é o engajamento e a relação entre os responsáveis, o estudante e a escola, maior é o desenvolvimento daquele aluno.

Na pandemia, tem sido necessário mais ainda que pais e responsáveis estejam engajados, principalmente, para aqueles que têm filhos no ensino infantil. Afinal, muitas crianças ainda não têm autonomia para realizar atividades sozinhas e, devido a sua idade, têm que ser orientados por alguém para que possam fazer suas tarefas.

Além disso, como estão sendo utilizadas novas tecnologias e aplicativos para realizar os trabalhos escolares e para a escola se comunicar com os pais e responsáveis, muitos alunos não sabem ao certo como fazer isso, e precisam de acompanhamento.

Implantação de atividades remotas

A implantação de atividades remotas tem sido um grande desafio para as escolas e para os professores, pois muitos deles não estavam acostumados a fazer isso e acabaram por ser forçados a implantar do ensino a distância. Algumas delas são:

  • gravação de vídeoaulas e disponibilização do conteúdo;
  • comunicação com os pais e responsáveis 100% remota;
  • reuniões online entre os setores internos da escola, entre outras.

Algumas escolas já estavam preparadas para atuar online e já tinham contratado alguns aplicativos, por isso, tiveram mais facilidade nesse processo. Assim, sofreram menos com a pandemia de Covid-19 por já estarem minimamente acostumadas a realizar esse tipo de trabalho.

Além disso, um dos principais desafios quanto às atividades remotas na Educação Infantil é conseguir fazer um calendário que engaje as crianças para que elas atinjam o pleno desenvolvimento infantil, mesmo nesse momento em que elas têm que estudar em casa.

As principais referências de Educação Infantil na pandemia

Alguns países que já eram referências em educação acabaram não sofrendo tanto durante a pandemia. Estamos falando, principalmente, daqueles que já estavam habituados ao uso de tecnologias no ambiente escolar.

Vamos mostrar alguns exemplos de sucesso na Educação Infantil na pandemia e que, mesmo nesse momento, apresentam excelentes resultados. Confira!

Finlândia

A Finlândia é um país referência há muitos anos na Educação Infantil. No país, a tecnologia é utilizada como um dos vários recursos disponíveis para engajar alunos, pais e responsáveis no ambiente escolar.

A metodologia educacional que costuma ser aplicada em sala de aula por lá é baseada no diálogo e tem o objetivo de instigar as crianças, incentivando sua proatividade, participação e comprometimento durante as atividades. Algumas das ações de sucesso são o estímulo a atividades manuais, o contato com a natureza e com a arte na Educação Infantil.

Alemanha

Por conta de a Alemanha não ter sido tão afetada quanto o Brasil na pandemia e por diversos outros fatores, desde maio, as aulas presenciais já estão acontecendo no país. Mas não com todos os alunos, para que se possa respeitar as regras do distanciamento social.

Tanto as escolas públicas quanto as privadas têm conselhos de pais que são eleitos para que possam auxiliar a equipe diretora da escola na comunicação e no engajamento dos responsáveis. Isso ajudou bastante nesse período.

China

Na China, país onde a pandemia de Covid-19 começou, foi adotado um modelo de educação a distância no período de isolamento social, tanto para o ensino básico quanto para o superior.

Algumas aulas foram transmitidas por canais de televisão estatais. Porém, muito antes, o país já investia muito em educação, principalmente, utilizando novas tecnologias e adaptando e acostumando tanto os alunos quanto os pais e responsáveis quanto a isso.

Israel

Em Israel, o retorno às aulas presenciais começou ainda em abril de 2020. Os alunos da Educação Infantil, até a 3ª série, iam apenas três vezes por semana para as aulas, para respeitar o isolamento social. A partir da 4ª série, o ensino e as aulas continuariam a ocorrer de maneira 100% remota.

Portugal

Em Portugal, o modelo adotado para que o ensino remoto seja efetivo é a partir de atividades online e por transmissões televisivas, em que os alunos aprendem e se engajam.

O cenário da Educação Infantil no futuro

Todo o modelo educacional precisou passar por mudanças durante a pandemia e as escolas tiveram que se adaptar à nova realidade. Com isso, o uso de tecnologias e aplicativos se tornou essencial para uma boa comunicação entre instituição, pais e responsáveis, e para que as crianças continuassem minimamente engajadas na rotina escolar, mesmo que tivessem que estudar em casa.

Dessa forma, é bem provável que diversas tecnologias adotadas continuem sendo utilizadas após o fim da pandemia. Afinal, mesmo em condições normais, elas auxiliam as escolas a se comunicar e envolver os pais e responsáveis. Isso é primordial para que as crianças tenham pleno desenvolvimento infantil, sejam bons alunos e consigam um ótimo desempenho.

Se você gostou desse texto e passou a entender melhor o cenário da Educação Infantil na pandemia, boas práticas que estão sendo adotadas por alguns países e possibilidades futuras para esse segmento de ensino, compartilhe o material nas suas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Notícias relacionadas