Geração Alpha: como os pais podem lidar melhor com suas características?

geração alpha

Você fica espantado com tamanha habilidade que seu filho tem com o tablet ou smartphone? É que se ele nasceu depois de 2010, então faz parte da chamada geração alpha, sendo considerado um grupo que vive conectado e apresenta facilidade com tecnologias.

Quer entender melhor as principais características dessa geração e como lidar com essas crianças da melhor maneira? Confira nosso post e fique por dentro de dicas que vão ajudá-las a ter um desenvolvimento saudável e a estimular suas potencialidades!

Quem faz parte da geração alpha?

É comum encontrarmos crianças que sabem mexer com a tela touch e explorar diferentes aplicativos sem precisar da ajuda dos pais. Essa é uma das características da geração alpha, termo criado pelo sociólogo australiano Mark McCrindle para designar o grupo de pessoas que nasceu a partir de 2010.

O principal diferencial para as gerações anteriores é que os alphas se sentem bastante à vontade com as tecnologias digitais, visto que já nasceram 100% conectados. Estão acostumados com as telas para aprender, buscar informações e brincar.

Quais as características desse grupo?

Tais crianças são bastante ágeis para aprender e demonstram autonomia, buscando sozinhas o que querem. Desse modo, se um vídeo não agrada, mudam facilmente para outro sem precisar de ajuda. Esse é um ponto positivo, pois elas se tornam mais independentes também para correr atrás do conhecimento.

Além disso, como recebem muitos estímulos, desenvolvem uma série de habilidades, como a resolução de problemas, criatividade e facilidade para assimilar novas informações.

Esses pequenos gostam ainda da interação e de colocar a mão na massa, participando ativamente do processo de aprendizado. Por serem bombardeados de informações e lidarem com diferentes mídias ao mesmo tempo, um fator negativo para essas crianças acaba sendo a falta de concentração.

Como os pais podem lidar da melhor forma com os filhos da geração alpha?

Acompanhe algumas sugestões para lidar melhor com essa turminha.

Brinque junto

Os pais podem realizar junto aos filhos atividades em que eles possam por a mão na massa, como:

  • oficina de arte, utilizando tinta, giz de colorir, lápis de cor, colagens e outros itens para que as crianças possam fazer qualquer tipo de desenho ou figura;
  • brincadeira com sucatas, separando caixas de leite e suco, embalagens de iogurte, cola e tinta para montar cidades, carrinho, trem, robô e qualquer outro objeto que a imaginação mandar;
  • atividade de fotografar utilizando o smartphone, permitindo que o pequeno escolha um objeto ou paisagem e faça o click por conta própria;
  • culinária infantil, preparando pratos deliciosos com a ajuda dos pequenos. Nessa ideia, dá para pesquisar juntos com as crianças as receitas na Internet, sendo que algumas oferecem ainda a facilidade de acompanhar o passo a passo por vídeo;
  • assistir a vídeos online de historinhas infantis e depois reproduzir a trama com um desenho.

Valorize a autonomia

É importante também valorizar a autonomia das crianças, deixando que realizem pequenas tarefas por conta própria, como arrumar a cama, guardar os brinquedos, separar o lixo, entre outras atividades.

Estimule o desenvolvimento emocional

Desenvolva também as habilidades socioemocionais nas crianças, como inteligência emocional e empatia, a fim de que elas entendam os próprios sentimentos e o dos outros e lidem melhor com as frustrações e com ideias diferentes das suas.

Incentive o trabalho em grupo, propondo jogos de tabuleiro ou ao ar livre com outras crianças, como primos, amigos da escola ou vizinhos.

Entenda que o mundo mudou

Em relação ao emprego da tecnologia, saiba que ela pode trazer vários benefícios para a aprendizagem. Contudo, é necessário supervisionar o uso para evitar acesso a conteúdos impróprios e limitar o tempo para os pequenos valorizarem outras atividades, como o brincar em família.

A geração alpha é uma turminha craque em tecnologia, mas é importante aproveitar suas características para investir também em atividades longe do mundo digital.

E você, quais atividades está realizando com seu filho da geração alpha? Conte para gente nos comentários!

As informações contidas nesse material se baseiam em estudos psicológicos da criança e seu desenvolvimento, e servem de base para ajudá-lo com o desenvolvimento e educação das crianças. Os resultados de tais métodos, podem variar de acordo com cada criança, pois seu desenvolvimento dependerá de aspectos individuais e sociais de cada indivíduo.

Notícias relacionadas