Descubra quais são as pontas de caneta mais usadas

pontas de caneta

Escrever é tão corriqueiro para nós que nem pensamos na dificuldade que deveria ser em outras épocas. Afinal, não era fácil sacar uma caneta do bolso e deixar que a tinta fizesse sua parte. Imprimir ideias e pensamentos em uma folha de papel não estava acessível para a grande maioria das pessoas.

Hoje em dia, com todas as possibilidades que temos e as várias pontas de caneta à nossa disposição — que vão de traços ultrafinos aos mais reforçados —, difícil é escolher uma só. As opções são diversas, e as cores, então, nem se fale, podem ser intensas e chamativas, tradicionais ou até cores pastéis.

Conheça um pouco mais sobre a incrível história desse objeto que deixa, literalmente, muitas marcas na nossa vida. Confira tudo a seguir.

[Especial dia das crianças] Almanaque de atividades para completar e se divertirPowered by Rock Convert

Como surgiu a caneta?

Talvez o objeto que possa ser considerado a versão mais antiga das atuais canetas é um tipo de pincel usado pelos chineses em suas escrituras, estamos falando do ano 1000 a.C. Mais para frente, por volta do ano de 300 a.C., os escribas egípcios confeccionavam varetas de bambu para suas anotações.

Porém, a mais popular, antes da chegada da nossa tão adorada esferográfica, foi a caneta de penas de ganso. Ela era muito popular e amplamente utilizada até o século XIX. Aos poucos, foi substituída pela caneta-tinteiro.

Nenhum desses modelos trazia a praticidade e a leveza das versões modernas, pois era necessário molhar a ponta da caneta na tinta ou injetar essa substância com um seringa dentro do reservatório. Não era raro um incidente que comprometesse o documento devido ao pigmento que se espalhava por todo lado.

Pontas de caneta mais modernas e parecidas com as de hoje começaram a aparecer no século XX, graças ao inventor húngaro László Bíró, que patenteou sua esferográfica na década de 1930.

Logo após a Segunda Guerra, o francês Marcel Bich comprou a patente do húngaro e aperfeiçoou o produto, investindo em tecnologia. Passou a produzi-las em escala industrial e deu o nome de BIC Cristal, em referência a seu sobrenome e ao material plástico transparente em que elas eram fabricadas.

O sucesso da BIC Cristal foi imediato devido à confiabilidade do produto e ao preço acessível. Ela se espalhou por toda Europa, Estados Unidos e América do Sul, com a chegada no Brasil, por volta do ano de 1956. Dali para frente, o universo das canetas se expandiu para outros modelos e tipos de pontas de caneta que ganharam o mundo.

Quais são os tipos de pontas de caneta mais populares?

Esferográfica

A caneta esferográfica utiliza uma esfera de tungstênio perfeita e muito resistente na ponta. A grande vantagem desse modelo é sua robustez, além do preço bastante acessível. São seis tamanhos diferentes de pontas que se adaptam perfeitamente a qualquer tipo de escrita:

  • BIC Precisão e Suavidade — traço ultrafino de 0,7 mm;
  • BIC Precisão — traço fino de 0,8 mm;
  • BIC Dura+ — traço médio de 1,0 mm;
  • BIC Fashion — traço médio de 1,2 mm;
  • BIC UP — traço médio de 1,2 mm;
  • BIC Intenso — traço grosso de 1,6 mm.

Esferográfica retrátil

Esse modelo também utiliza uma perfeita esfera de tungstênio muito resistente na ponta. A facilidade é que, com apenas um clique no botão, você seleciona a cor que deseja — azul, preto, vermelho ou verde. A tinta seca rapidamente no papel, evitando borrões, e a escrita é macia. Para quem gosta de qualidade e praticidade, é a escolha ideal.

Hidrográficas

Nesse modelo, a ponta da caneta é de feltro, umedecida pela tinta, que pode ser à base de água ou álcool, como as usadas para marcar o texto. As pontas podem ser de tamanhos variados, de acordo o tipo de uso. As canetas para quadro branco e permanentes também usam esse sistema, entretanto, as tintas têm propriedades diferentes.

Hidrográficas com ponta pincel

A ponta é flexível e resistente, por isso sempre volta à forma inicial, mesmo depois de ter sido usada. O efeito da ponta pincel possibilita traços finos e grossos, dependendo da pressão e da posição em que é utilizada.

Esse modelo é ideal para quem deseja aplicar técnicas de lettering, pois o corpo robusto e anatômico facilita o manuseio e dá mais segurança ao traçado. A tinta não seca mesmo com a tampa aberta durante três meses.

Caneta-tinteiro

As canetas-tinteiro são consideradas as mais sofisticadas e costumam ser usadas por quem deseja precisão em trabalhos técnicos ou artísticos. O mecanismo dela é bastante delicado e consiste em um reservatório de tinta e uma ponta de metal, chamada de “pena”, por onde o pigmento sai. Algumas chegam a ser confeccionadas em materiais nobres, como ouro e prata.

Que diferença faz a ponta da caneta na prática?

A pequena esfera que fica na ponta da caneta esferográfica é responsável por regular o fluxo de tinta. O tipo de traço pode ser fino, médio ou grosso, dependendo do diâmetro da bolinha.

Normalmente, quanto mais grosso for o traçado, mais rápida é a escrita, por isso, se a letra é naturalmente corrida, ela pode ficar com um aspecto mais rústico. Ao passo que um traço mais fino requer cuidado durante a escrita e pode melhorar a caligrafia.

Só que tudo isso é muito pessoal, e cada um gosta de escrever de um jeito. O bom mesmo é ter uma de cada tamanho e, se possível, de todas as cores. Assim, você não fica em dúvida na hora de escrever e deixa a inspiração fluir.

Por que escolher as canetas BIC?

Conhecendo a história da BIC, você consegue entender por que ela é a escolha preferida ao redor do mundo. Essa empresa familiar, com mais de 60 anos, tem suas ações na Bolsa de Valores de Paris e é líder mundial no segmento de papelaria.

Sem falar na confiança, não é mesmo? Quase todo mundo já falou — ou ouviu — a frase: “alguém tem uma BIC para emprestar?”, quando precisou escrever algo com outra marca de caneta que não funcionou. Pois é, nosso produto é tão confiável que já virou sinônimo de esferográfica de qualidade.

Apesar de tanta tradição, a BIC não parou no tempo e sempre buscou inovação para seus produtos, a fim de manter a mais alta qualidade e variedade. São diversas pontas de caneta, muitos modelos e tantas cores, que fica até difícil de escolher. Aliás, para que escolher se dá para ter todas?

Ficou com vontade de renovar o seu estoque com as canetas mais confiáveis do mercado? Dê uma espiadinha na nossa loja virtual!

Notícias relacionadas

EnglishPortuguêsEspañol